SINDPDCE
www.sindpdce.org.br

Notícias

3 cargos de TI que estarão em alta em 2019. Salário chega a R$ 18 mil

Cientista/engenheiro de dados e desenvolvedores são profissões de destaque


O PageGroup, referência em recrutamento especializado de executivos de todos os níveis hierárquicos, divulgou nesta segunda-feira (17/12) a lista dos cargos que estarão em alta no Brasil em 2019.


Produzido pelos consultores de carreira da Michael Page e Page Personnel, o levantamento traz as profissões com maior possibilidade de demanda a partir de análises de mercado e tendências de contratações das empresas para o próximo ano.


A empresa informa que os cargos considerados nessa lista são de média e alta gerência e de nível técnico e suporte à gestão.


Para chegar à lista, o PageGroup entrevistou cerca de 6 mil profissionais de todo o Brasil para entender quais são suas reais impressões sobre o mercado de trabalho. Os executivos consultados ocupam cargos que vão desde posições de suporte à gestão (Page Personnel) até alta e média gerência (Michael Page). A empresa procurou entender como os profissionais enxergam sua carreira, a posição do empregador no seu desenvolvimento profissional e outros fatores que completam a remuneração.


Confira a lista dos cargos de TI que estarão em alta no ano que vem:


Cargo: Cientista/Engenheiro de Dados


O que faz: profissional dedicado a criar soluções complexas que envolvem: captar, analisar e enxergar tendências em dados (informações) que impactem nos negócios e gerar/prever ondas de crescimento exponencial.


Perfil da vaga: a formação desses profissionais em grande parte está na área de exatas: Matemática, Ciências da Computação, Análise de Sistemas, Estatística, Física. Mas pode haver talentos originados de outros campos, e que dominem as habilidades rígidas do setor.


Salário: R$ 9.000 a R$ 18.000


Motivo para alta em 2019: esta é uma das profissões que faz o elo entre presente e futuro. O Cientista de Dados faz parte de uma nova geração de profissionais analíticos crucial para o mercado. Após a maior onda de transformação digital no Brasil, agora em 2018, essa posição entra de forma definitiva para a cultura do mercado.


Network Service Providers – Digital Edge Playbook


E-book por:


Cargo: Desenvolvedor Back-end


O que faz: é o responsável por dinamizar sites de diversas plataformas a partir de linguagens de programação. Organiza as informações visíveis ao usuário.


Perfil: Formação em Engenharia da Computação ou áreas correlatas.


Salário: R$ 7.000 a R$ 13.000


Motivo para alta em 2019: vai atender as empresas de inovação: startups, fintechs e demais ramificações do conceito, como legaltechs, edutech etc. Companhias ligadas a praticamente todos os campos da Tecnologia da Informação. É um profissional básico para os mais diversos serviços tecnológicos.


Cargo: Desenvolvedor Mobile


O que faz: sua missão é programar/criar e reparar aplicativos para plataformas de celular/dispositivos móveis em suas diversas variáveis, incluindo o universo de games.


Perfil: Formação em Engenharia da Computação ou áreas correlatas


Salário: R$ 10.000 a R$ 17.000


Motivo para alta em 2019: todos serviços do mundo analógico (realidade física) estão migrando de algum modo para o campo digital, e aí surge a importância de disponibilizar essas informações em formato móvel, simples, agradável e seguro para os usuários. É um profissional que já está na base dos times tecnológicos.


Fonte: https://computerworld.com.br


 


Copyright © 2010 Sindicato dos Trabalhadores em Processamento de Dados, Serviços de Informática e Similares do Estado do Ceará
E-mail: falecom@sindpdce.org.br :: Site: www.sindpdce.org.br

Produzido pela assessoria de comunicação do SINDPDCE e por Teia Digital